Total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Delta

Se fosse há uns seis anos atrás estaríamos nos arrumando para ir ao Delta, não é, Divone? Toda quinta era a única certeza que tínhamos: Oba, é hoje, Delta Blues bar!
Era um ritual, esperávamos a semana inteira pra chegar a bendita quinta-feira, estávamos predestinadas aquele lugar, era realmente a nossa segunda casa, conhecíamos todo os figuras, o barman já sabia qual era a nossa bebida predileta, e a dividia em dois copos. O blues nos incorporava, a bebida descia aprofundando nossas mágoas. Cigarros, olhares, conversas, tudo girava e mais uma vez se fazia história. Foi nesse ambiente que Divone me viu pela primeira vez, e desde essa época nos envolvemos sem perceber, eu descalça, cabeluda, e Divone linda, contagiante.
Depois não teve jeito, elegemos o Delta para nos libertar, e a cada quinta era sempre uma nova descoberta. Novas bandas, e antes a vodka, Janis na vitrola, baseadinhos, éramos os anos 60. Fecho os olhos e me vejo rebolando, sim, era o rock´n´roll em minhas veias, que na minha memória me seguirá sempre!
Se eu pudesse voltar, Di, estaria te preparando uma cuba, e te dando opiniões sobre o seu vestido. Você estaria me maquiando, e na sacada do nosso apartamento acenderíamos um cigarro para filosofar. Ah, se eu pudesse retornar aos nossos anos rebeldes....faria tudo de novo!

Um comentário:

arquiteto renato disse...

pô legal pri!
tenho acompanhado seu blog!
estava esperando a ultima!
abraço!