Total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de julho de 2007

A espera

Tenho saudades dele, já, tão depressa. Fiz uma programação, pesquisei o que está acontecendo de bom em Sampa pra ele se divertir um pouco. Enviei por e-mail, filmes, teatro, bares, música, opções para ele se expandir. Eu permaneço aqui, no meu cotidiano materno, amanhã tenho até uma reunião da Marcha Mundial das Mulheres e começo minhas aulas práticas de auto-escola.
Ele me liga, dizendo que só virá no sábado. Eu espero, vou sempre estar na espera, ansiosa, por uma abraço, por palavras carinhosas que massageiam a alma. O ato de esperar nunca foi tão feliz como agora, espero sorrindo, e durmo pensando no sábado que está por vir.
Faço bolos, faço versos, escuto tuas canções, teus cheiros retornam na minha memória, tua saliva percorre os meus desejos, imagens, imagens, me entrego sem medo, se ganho ou perco, já não me interessa.....sensações, boca, pele, calor, lambidas, descobertas, cheiros, do quarto, de nós,cansaço, alívio, repousar entre os teus braços, devorar-te num só instante, todo dia.

2 comentários:

Leonardo disse...

linda linda linda... tenho saudades de ti sempre ... sempre ... saudade de tudo ... dos teus bolos e dos teus versos (quero versos e quero bolos gostosos)... reli muitas vezes o teu blog... não me canso de pensar em ti!!

Divagante disse...

...e assim, contruimos sonhos!