Total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de julho de 2007

" O amor me pegou e eu não descanso enquanto não pegar aquela criatura.."

Ele ainda não acredita em mim. Tem uma fobia que tudo pode acabar, se diluir instantaneamente, aflige o seu coração à toa. Eu também me senti assim, no início. Se bem que só estamos saindo há cinco meses , pra algumas pessoas pode ser apenas o início, pessoas que já vivem um relacionamento prestes a acabar, pra estas cinco meses não é nada. Pra mim é como se eu já o conhecesse a vida toda. Meio clichê, mas a pura verdade. E posso me sentir assim , porque percebo que ele foi o único cara que realmente prestou atenção na verdadeira pessoa que se esconde atrás dessas roupas, desse jeito manso de falar, ou até mesmo das minhas posições calechadas pelo inconsciente coletivo. Ele me fez entender porque tanto sofrimento se passou, o que estava procurando, sem saber, mas sabendo....se auto-destruindo pra ser curada, se desgarrando pra ser protegida, se perdendo pra ter um colo, eu fingia não saber, e gostava das minhas perdições. Porque era a realidade que me tocava, não sentia a vida através de outras esferas, não modificava as minhas intenções, não tinha um caminho alternativo, não existia evolução. É lógico que depois que se tem um filho não tem como não se sentir a criatura mais feliz do mundo. Não tem como o mundo que gira a sua volta se transformar em outro. É você, ali pequenininho olhando tudo de novo, mas como se fosse aquele primeiro olhar, a serenidade, a esperança, a vontade de se fazer feliz. Tudo isso o meu pequeno me ensinou, o meu outro amor me cativa também com suas palavras, o seu jeito de me pegar e me embalar com os olhos. Me abraçando forte sem pressa, me beijando a nuca e dizendo o que toda mulher precisa ouvir. Sim, gostamos de ser cuidadas, e sou totalmente feminista quando afirmo tal proprosição,
e posso até estar sendo dramática ou má agradecida com os meus outros amores, mas ninguém havia me concedido um cantinho tão bom de se ficar quanto este cantinho que aqui me repouso. Este cantinho que para mim é imenso e quero ficar pra sempre. Me leve sempre contigo, tenha mais fé e saiba que todo esse sentimento, eterno ou não, se chama amor.

Um comentário:

Divagante disse...

QUe lindo. Este é o tipo de texto que é sempre bom reler e relembra-lo.